Visite Nossa Página no Youtube


Rating: 2.8/5 (112 votos)




ONLINE
2





Partilhe este Site...







Total de visitas: 695875
Como Congregar Sozinho?
Como Congregar Sozinho?

Como congregar estando sozinho?

Essa pergunta bate dentro de muitos amados e aqui procuramos dar uma resposta a alma que busca andar na verdade, sem nos preocupar com aqueles que preferem andar nos caminhos fundados pelos homens.

Se não existir nenhuma assembleia de irmãos congregados ao nome do Senhor perto de você, o jeito será ficar só ou continuar lendo a Palavra regularmente com sua esposa, se o seu caso é ter uma esposa, mas se você é solteiro terá que ficar sozinho até o Senhor acrescentar outros para que se forme uma assembleia em sua localidade. Enquanto isso você partirá o pão e o tomará do calíce quando for visitado ou visitar uma assembleia próxima. Mas isso depende do seu crescimento espiritual. Lembrando que para partir o pão e beber do cálice é preciso no minímo dois.

Infelizmente nem todos estão dispostos a "pagar o preço" de separar-se do sistema. Muitos até entendem que devem se congregar só para o Senhor, mas sentem falta de toda a atividade e entretenimento que existe dentro dos sistemas religiosos e suas denominações, e consideram monótono ocupar-se somente com Cristo. 

É preciso lembrar que uma das características de Filadélfia, a igreja mais bem avaliada pelo Senhor em Apocalipse, é que "tens pouca força, entretanto guardaste a minha palavra e não negaste o meu nome", veja que Ele avalia, nunca é o próprio homem. Ter pouca força, manter-se fiel à Palavra, e dar a devida honra ao Nome do Senhor são três características de um testemunho para este final de tempos.

Quando vocês participarem de uma reunião com irmãos reunidos ao nome do Senhor talvez não entendam muita coisa, mas com certeza o tempo vai revelando toda a verdade e aquela simples reunião se tornará um motivo de gozo para seu coração.

Perceberá que nada ocorre do homem, os hinos muitas  vezes são desafinados, sem coral, sem banda, quem fala muitas vezes não é bom de oratória, enfim acredito que possa ser um pouco desconfortante.


Poderá perguntar a qualquer um qual o motivo de estar ali e receberá sempre a mesma resposta, ou seja, "estar onde o Senhor está".

Assim fica claro que somente onde os direitos do Senhor são honrados, esse é o lugar que devemos estar.

"...que te importa? Quanto a ti, segue-me" - João 21:22

O Senhor Jesus tinha acabado de dizer a Pedro que ele viveria até se tornar um idoso e então morreria a morte de um mártir. Pedro imediatamente olhou para João e perguntou em voz alta se João receberia um tratamento melhor. A resposta do Senho foi: "...que te importa? Quanto a ti, segue-me".

Lembrando da atitude de Pedro, Dag Hammarskjold escreveu: "Apesar de tudo, sua amargura, porque os outros estão desfrutando do que lhe foi negado, está sempre pronta para explodir. Na melhor das hipóteses, ela fica dormindo por uns poucos dias ensolarados. Ainda assim, mesmo neste nível indescritivelmente miserável, ela ainda é uma expressão da verdadeira amargura da morte - o fato de que aos outros é permitido continuarem vivendo".

Se levássemos a sério as palavras do Senhor, elas resolveriam muitos problemas entre o povo cristão.

É tão fácil ficarmos ressentidos quando vemos outros prosperarem mais que nós. O Senhor permite que eles tenham uma casa nova, um carro novo, um chalé perto do lago.

Outros, a quem talvez consideremos como menos devotos que nós, têm boa saúde enquanto lutamos contra duas ou três doenças crônicas.

A família ao lado tem filhos lindos que se sobressaem em esportes e no meio acadêmico. Nossos filhos são normais, do tipo mais comum.

Vemos outros crentes fazendo coisas que não temos a liberdade de fazer. Mesmo que essas coisas não sejam pecados, ficamos ressentidos com sua liberdade.

É triste dizer, mas há certa inveja profissional entre obreiros cristãos. Um dos pregadores fica ofendido porque o outro é mais popular, tem mais amigos, fica na luz do holofote. Ou outro fica irritado porque seus colegas usam métodos que ele não aprova.

As palavras do Senhor atingem todas estas atitudes indignas com força surpreendente:"...que te importa? Quanto a ti, segue-me". Como o Senhor lida com outros cristãos realmente não é da nossa conta. Nossa responsabilidade é segui-Lo em qualquer que seja o caminho que Ele escolheu para nós.

Estraído do Devocional Luz Para o Caminho - William MacDonald